Valentino: o mármore dolomítico da Zucchi

Saiba mais sobre a nova tendência dos mármores brasileiros

A Zucchi, empresa referência mundial de mármores brasileiros, lança hoje (10) uma websérie com participação especial de seus especialistas em rochas naturais, para explicar de uma forma clara e objetiva as especificidades de seus produtos. 

Seguindo o caminho aberto pela campanha de 2019 “Brazilian Marble is the the black”, que introduziu o produto no mercado mundial e aumentou em 70% o consumo do produto pelo mercado norte-americano, chegou a vez de falar sobre a nova tendência do mercado: os mármores duros.

A palavra mármore, do grego marmairein ou do latim marmor, significa “pedra de qualidade” ou “pedra branca”. Para os geólogos o mármore é definido como uma rocha metamórfica cristalina e carbonatada, composta por cristais de calcita, ou dolomita, resultante da recristalização de rochas calcárias ou dolomíticas, na maior parte de natureza sedimentar, previamente existentes.

O mármore duro brasileiro, encontrado na Zucchi, é em sua majoritária parte composto por dolomita, além de traços de quartz. O que confere uma resistência muito maior ao produto que, depois de transformado nas chapas, pode ser utilizado em diferentes ambientes, sem contar a beleza já caraterística do produto.

VALENTINO

O mármore duro “Valentino” é o tema deste primeiro episódio da série “Expert’s Advice”. Proveniente da Bahia, no nordeste brasileiro, este mármore está disponível nas espessuras de 2 e 3cm, podendo ser aplicado em ambientes internos e externos.

Gustavo Rocha, do time comercial da Zucchi, conversou com Natielen Tegner sobre esse material que faz parte de uma grande gama de mármores duros da empresa. 

Confira a entrevista completa aqui:

Clique aqui para conhecer nossos mármores.

Qual será o próximo mármore duro da Zucchi no Expert’s Advice? Não perca.

Welcome to the Zucchi Way!